James Franco pagará R$ 11 Milhões por exploração sexual

O Ator James Franco, concordou em pagar uma quantia de 2,2 Milhões de dólares, aproximadamente 11 milhões de reais, para dar por encerrado o processo no seu nome, envolvendo abusos sexuais que envolvia a insistência e a pressão de suas alunas a fazerem cenas de sexo, explícitas em frente às câmeras, a acusação ocorreu, quando ele professor na escola de atuação “Studio 4” que não existe mais.

Enquanto o processo acontecia, as atrizes Sarah Tither-Kaplan e Toni Gaal fizeram denúncias ao ator e mais dois homens envolvidos na produtora e escola, as alegações foram: discriminação sexual, assédio, fraude, entre outros crimes cometidos pelo grupo da “Studio 4”


De Acordo com o relato das atrizes, as alunas teriam mais chances de aparecem em filmes desenvolvidos pela produtora caso aceitassem em participar de cenas sem roupas e com sexo quase explícito. As aulas eram pagas e tinham o valor de 750 dólares (cerca de 3.700 reais).

“Enquanto os réus continuam a negar as alegações na ação, eles reconhecem que os requerentes levantaram questões importantes; e todas as partes acreditam fortemente que agora é uma hora crítica para focar na abordagem a maus tratos as mulheres em Hollywood. Todos concordam sobre a necessidade de certificar que ninguém na indústria do entretenimento –independente de raça, religião, deficiência, etnia, passado, gênero ou orientação sexual– enfrente discriminação, assédio ou preconceito de qualquer tipo” diz o texto do ator sobre as acusações

O acordo determina que as atrizes e outros alunos, retirem as acusações contra James, a proposta foi feita pelo ator, porém, ainda não foi ouvida pelo juiz do caso. Além disso, o trio (Franco e os outros dois acusados) teriam que reconhecer publicamente os traumas causados pelas vítimas, mesmo o ator se considerando inocente das acusações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *