Moradores ateiam fogo em ônibus em protesto de meninos desaparecidos na Baixada

Moradores ateiam fogo em ônibus em protesto de meninos desaparecidos na Baixada

Rio – Moradores da comunidade do Castelar, em Belford Roxo, atearam fogo em um ônibus e fizeram barricadas com sacos de lixo em frente à Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). Eles cobram por respostas e Justiça no caso dos três meninos desaparecidos, Lucas Matheus, Alexandre da Silva e Fernando Henrique, que têm entre 8 e 11 anos.

O comércio local fechou as portas. O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar atuam no local. O Batalhão de Choque da corporação chegou para apoiar o batalhão. Familiares das crianças desaparecidos estão há mais 12 horas na Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) após um homem ser entregue na especializada por moradores, que segundo eles, seria o responsável pelo sumiço deles.

O protesto aconteceu após os moradores e familiares receberem a notícia de que o homem, apontado por eles como responsável pelo sumiço das crianças, vai ser liberado da especializada. A Polícia Civil afirmou que o morador da comunidade não tem envolvimento com o crime.

O homem foi agredido e torturado por criminosos da comunidade do Castelar. Na Ele negou que tenho cometido algum crime.

Em frente à especializada, os parentes dos garotos se reuniram desde às 20h desta segunda-feira, quando o homem foi deixado na DHBF por populares.

Anderson Caetano, tio de Fernando, pede que a Justiça seja feita. “A gente quer pelo menos o corpo pra gente poder fazer um enterro dessas crianças” , lamentou.

Please follow and like us:
Noticia